CONCEITO: ETAPA 1. Referências

Uma referência que prendeu-me a atenção no início desta pesquisa consiste na peça Ghost (2004), de Julião Sarmento, que consiste numa instalação de vídeo interactiva.

Saliento que nunca vi a referida instalação. O que me pareceu interessante foi esta breve recensão do objecto e do processo utilizado: dependendo da presença activa dos espectadores, as imagens apresentadas alteram-se, sendo “o espectro o elemento primordial da intalação“.

“Podemos, porém, ludibriar os sensores que gerem o tempo do dvd e observar elementos inéditos dos vídeos. É com espanto que observamos, na primeira sala, o homem que ainda há pouco fugia, olhando para o relógio, bocejando; (…) agora, somos nós os ghosts e eles os espectadores.”

 

Quanto a uma segunda referência, o trabalho de Jon Rafman, apesar de não ser propriamente um trabalho interactivo, é interessante pelo uso dum jogo de computador duma forma radicalmente inesperada. Nesta obra, A Man Digging, o artista serve-se dum jogo de computador; mas em vez do objectivo ser a jogabilidade em si, somos convidados a percorrer o espaço desolado em que nos deparamos:

“a virtual flaneur undertakes an evocative journey through the uncanny spaces of video game massacres”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s