Apresentação do Projeto

Aqui fica um link para a apresentação do projecto em prezi.

prezi

Anúncios

CONCEITO: ETAPAs 2 e 3.Brainstorming + Selecção de ideia e especificações / Planeamento [2º ARTIGO DO PROJECTO]

Início: 2014.10.20 – Final: 2014.11.03

Etapa 2. Brainstorming de ideias

Etapa 3. Selecção de ideia e especificações / Planeamento
Acompanhamento das propostas de selecção de ideia e especificações / planeamento:
» Tema: título provisório – Qual a experiência…?
» Para quem? Em que contexto?
» Recursos – Que tipo(s) de conteúdos (vídeos, sons, imagens, …)?; Quais os recursos materiais (condições natutrais/infreaestuturas, recursos humanos, equipamento/hardware, ferramentas/software); calendarização/tempo)? Quais os desafios?
(Incluir a ligação com referências da pesquisa e ideias da fase de brainstorming).

 

 

CIVIC MEDIA – Projecto de Sensibilização

Animal ProtectionO naturalista e inglês Charles Darwin referira em 1871 que “Não existe diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais.” e que “ (…) os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento.”, revolucionando todo o pensamento do novo século.

Reflectindo sobre as várias propostas conversadas em aula, pareceu-me plausível adaptar o tema Civic Media ao projecto que será desenvolvido este semestre e surgiu-me que uma nova lei sobre proteção animal fora criada em Portugal muito recentemente.

Considerando, assim, transformar o vídeo interativo e a instalação desejada numa forte ligação entre o observador e os animais, convido a contemplarem, através do projecto que inicio, as vossas características fisiológicas às características animais, sugerindo, por conseguinte, a cada rosto um respectivo rosto de animal.

Deixo, também, aqui convosco um link para um pequeno desafio online que relaciona a nossa personalidade a uma raça de cão.

Obrigada,

Margarida Brás Monteiro

CONCEITO: ETAPA 1. Referências

Uma referência que prendeu-me a atenção no início desta pesquisa consiste na peça Ghost (2004), de Julião Sarmento, que consiste numa instalação de vídeo interactiva.

Saliento que nunca vi a referida instalação. O que me pareceu interessante foi esta breve recensão do objecto e do processo utilizado: dependendo da presença activa dos espectadores, as imagens apresentadas alteram-se, sendo “o espectro o elemento primordial da intalação“.

“Podemos, porém, ludibriar os sensores que gerem o tempo do dvd e observar elementos inéditos dos vídeos. É com espanto que observamos, na primeira sala, o homem que ainda há pouco fugia, olhando para o relógio, bocejando; (…) agora, somos nós os ghosts e eles os espectadores.”

 

Quanto a uma segunda referência, o trabalho de Jon Rafman, apesar de não ser propriamente um trabalho interactivo, é interessante pelo uso dum jogo de computador duma forma radicalmente inesperada. Nesta obra, A Man Digging, o artista serve-se dum jogo de computador; mas em vez do objectivo ser a jogabilidade em si, somos convidados a percorrer o espaço desolado em que nos deparamos:

“a virtual flaneur undertakes an evocative journey through the uncanny spaces of video game massacres”

Referências

Como referencia para o meu projecto escolhi depois exemplos, um que reflectisse mais o potencial técnico das tecnologias e outra q reflectisse a aplicação artística dessas mesmas tecnologias.

O primeiro é uma aplicação criada durante a trigésimo edição da Ludum Dare. Connecting LD30 to The Real World de Will Edwards recebe as informações de cada jogador e cria um mapa do mundo colocando um ponto no local onde vive cada participante. Por cada comentário/classificação recebido ou enviado no jogo de outro participante, uma área do mapa é revelada. O objectivo deste meta-jogo seria os vários participantes completarem o desenho do mapa, jogando as entradas de pessoas de todos os países promovendo uma pesquisa mais étnica pelos vários jogos submetidos.

ld30real

 

A segunda referencia trata-se de um video-jogo lançado em 98 chamado LSD: Dream Emulator, realizado por Osamu Sato, é uma experiência interactiva que consiste, num jogo em primeira pessoa de exploração não linear em que a interacção com os objectos transporta o jogador semi aleatoriamente para outras zonas do sonho. O sonho pode assumir varias aparências, quer uma apresentação mais natural, quer mais surreal consoante o sonho.

2012-08-19_00005 _origin_Fakti-par-Playstation-3