Metodologia Projectual Multimédia

Licenciatura em Arte Multimédia

[MPM|AM]


Ano Lectivo 2014-2015 | 1º Semestre

Professora: Mónica Mendes » monica.mendes [at] fba.ul.pt


AULAS | HORÁRIO
Segundas: 14:00-17:00 + 17:00-18:30 | Sala 3.07

Horário de acompanhamento 
Terças 15:00-18:00 | Sala 3.07 (marcação na aula anterior ou por email até à véspera da data proposta)


1. > Objectivos de Aprendizagem
OBJECTIVOS GLOBAIS
Os aluno
s deverão explorar e apreender métodos e práticas de utilização das tecnologias digitais para concretização de projectos multimédia com uma perspectiva global e atitude crítica. Pretende-se que obtenham competências para dar resposta aos enquadramentos conceptuais propostos e para seleccionar as tecnologias implicadas na implementação dos mais diversos contextos de projecto multimédia.

OBJECTIVOS ESPECÍFICOS
» Conhecer e aplicar metodologias para a concretização de projectos multimédia
» Gerar conceitos explorando a criatividade
» Representar os projectos através da utilização de meios digitais para manipulação de imagem, hierarquização de texto, e conjugação em documentos e em estruturas não-lineares.
» Apresentar os resultados publicamente na aula e divulgá-los online através de publicação de conteúdos multimédia em plataforma de trabalho colectiva.

 

2. > Conteúdos Programáticos
São proporcionadas referências e práticas para que os alunos venham a apreender e concretizar as diversas etapas de projectos multimédia, individualmente ou em equipas. Os conteúdos incluem: metodologias, processos iterativos, estruturas não-lineares, terminologia, criadores, interactividade, análise de tarefas, usabilidade, e prototipagem.
É proposto um projecto que inclui a criação de estruturas não-lineares com nós e links, enquadramento conceptual e desenvolvimento através de:
» investigação para enquadramento artístico, fundamentação científica, e tecnologias para agilização de métodos;
» operacionalização de conceitos através de protótipos;
» apresentação de conteúdos multimédia – presencialmente e online.
O projecto é concretizado em diversas fases:
» conceito – investigação inicial, brainstorming, selecção e especificações;
» representação – estrutura, guião, registo, edição, design de interfaces e integração;
» apresentação – publicação e divulgação, exposição e documentação.


3. > Metodologias de Ensino e Avaliação
A disciplina terá avaliação contínua, com apresentação nas aulas de conteúdos teóricos e exercícios práticos concretizados com ferramentas multimédia.
A aplicação das metodologias projectuais é praticada através de diversas etapas nas fases de (I) Conceito, (II) Desenvolvimento e (III) Apresentação.
Conteúdos: pensamento divergente e convergente, criar e definir conceitos, investigar com enquadramento artístico, tecnológico e científico, agilizar métodos através do recurso a tecnologias, operacionalizar conceitos, prototipar, apresentar, divulgar e documentar projectos multimédia.

A avaliação compreende:
I. Participação, aprendizagem e realização dos exercícios nas aulas
II. Concretização das etapas das fases de conceito, desenvolvimento e apresentação do projecto
III. Apresentação e publicação dos resultados.
Na realização do projecto são valorizados os seguintes aspectos: criatividade e originalidade, evolução e implementação, apresentação, pesquisa e referências e cumprimento dos prazos.


BIBLIOGRAFIA PRINCIPAL
GRAU, 2007
Grau, Oliver (2007). Media Art Histories. Cambridge: Massachusetts Institute of Technology.HACKOS, REDISH, 1998
Hackos, JoAnn; Redish, Janice (1998). User and Task Analysis for Interface Design. New York: Wiley Computer Publishing.

HANNINGTON, MARTIN, 2012
Hannington, Bruce; Martin, Bella (2012). Universal Methods of Design: 100 Ways to Research Complex Problems, Develop Innovative Ideas, and Design Effective Solutions, Develop Innovative Ideas, and Design Effective Solutions. Rockport Publishers.

LAUREL, MOUNTFORD, 1998
Laurel, Brenda; Mountford, S. Joy, coords. (1998). The Art of Human-Computer Interface Design. Addison-Wesley Publishing Company.

PREECE, ROGERS, SHARP, 2011
Preece, Jennifer; Rogers, Yvonne; Sharp, Helen (2011).Interaction Design: Beyond Human – Computer Interaction, 3rd Edition. John Wiley & Sons Ltd.
RIBEIRO, 2011
Ribeiro, Nuno (2011). Multimédia e Tecnologias Interactivas, 5.ª Edição Atualizada e Aumentada. ed. 5, 1 vol.,FCA – Editora de Informática, Lda., Lisboa, Portugal.
REFERÊNCIAS ADICIONAISBOLTER, David, GROMALA, Diane (2005) Windows and Mirrors: Interaction Design, Digital Art, and the Myth of Transparency, The MIT Press (Leonardo Books), Cambridge, Massachusetts.

BUXTON, Bill (2007) Sketching User Experiences: Getting the Design Right and the Right Design, Morgan Kaufmann.

LAUREL, Brenda, MOUNTFORD, S. Joy, coord. [1998] The Art of Human-Computer Interface Design, Addison-Wesley Publishing Company.

LOVEJOY, Margot, PAUL, Christiane, VESNA, Victoria (ed), (2011) Context Providers: Conditions of Meaning in Digital Arts, Intellect, UK.

MAEDA, 2004
Maeda, John (2004). Creative Code: Aesthetics and Computation. Thames and Hudson.

MUNARI, Bruno (1997) “Design & Comunicação Visual: Contribuição para uma metodologia didática”, Trad. Daniel Santana, São Paulo: Martins Fontes.


Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, 22 de Setembro de 2014

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s